top of page

O corpo e o mundo 3D

(Mensagem para minha mãe de quando ela ainda não havia trocado de pele - 26/05/2022)


Mãe, me perdoa por ser dura contigo, por te pressionar, como também pelos julgamentos injustos. Perdoa-me por não te abraçar nos momentos mais difíceis da tua vida e, pela rejeição a teus convites para viajarmos juntas. Quero te abraçar, Mãe, por quê é tão difícil para mim? Eu preciso aprender.


Agora, permita-me compartilhar contigo meus pensamentos sobre a vida e a morte.


Eu acredito que somos energia e luz, alma e consciência, universo e espaço. Não somos o corpo; ele é apenas um instrumento para habitar na terra. Cada alma recebe esse presente para habitar no plano das flores e árvores, para experimentar odores, sabores e o toque. O corpo é a ferramenta que temos para sentir e, ao fazê-lo, criar memórias, e evoluir. O corpo é frágil e orgânico, e um dia precisamos deixá-lo. Mudamos de pele, porém a alma e sua essência são imutáveis, existem no espaço e encontrarão outra matéria orgânica para experimentar o plano material.


Você não é seu corpo nem seus pensamentos, sentimentos, lembranças ou memórias. Você é parte da energia universal. Tudo o mais pertence a você, merece sua atenção e cuidado, mas não é você.


É assim que vejo, e quando chegar o momento em que tua luz precisar soltar tudo o que pertence a la tierra, sei que tua alma e energia estarão sempre entrelaçadas com as minhas, como uma única entidade. Talvez a pele, marcada por feridas, tenha se colocado em nosso caminho e, por razões desconhecidas para mim, não permitiu que nossas energias se abraçassem e nossas almas se tocassem.


Estou em paz com a possibilidade da tua partida porque sei que não é so teu corpo que me traz felicidade. Eu amo a tua energia, o teu ser. Eu sei que vou te sentir naquele espaço onde as memórias se mesclam, e poderemos revivê-las. Foi um processo difícil, mas eu conheço aquele espaço onde não existe o tempo nem o corpo. Por isso, eu não quero mais a pele ferida entre nós ou entre outras pessoas que amo. Para conseguir isso, devo aprender a sentir meu corpo, deixá-lo ser, permitir que ele chore e abraçar. Devo me entregar sem resistência.


Meu corpo, minha casa na terra, o portal visível entre a tua alma e a minha.


Essa é a minha meta: permitir que essa morada seja portadora e doadora da minha luz. Quero permitir que meu corpo seja o mensageiro do universo e dos meus ancestrais, permitir que ele manifeste e materialize as mensagens e presentes que recebo.


Mãe, eu sei que a nossa energia existe, se apaga e se acende, brilha e não brilha, mas existe para sempre.


Na terra, a minha religião é a vida.

No espaço, a energia.

Em mim, a alma.

Nos outros, a minha luz.

4 views1 comment

1 Comment

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Guest
Dec 31, 2023
Rated 5 out of 5 stars.

O texto é permeado de amor e leva o leitor a reflexionar sobre as vidas ,nas quais, o ser espiritual se veste para sua evolução através da experiência carnal …

Like
bottom of page